Km percorridos

Km kited

Siga-me / Track me

Fundos arrecadados

Funds raised

R$

Objetivo: R$ 50 0000
Doar / Donate

Dias restantes

Days left

Successo! / Success!

Porque? / Why?

Porquê vou enfrentar os meus medos e encarar o maior desafio da minha vida?

Nunca faltou nada na minha vida. Nasci em Barcelona, uma cidade maravilhosa onde todo visitante deseja ficar. Junto com a minha família, passávamos as férias brincando na praia como a maioria das pessoas do meu entorno. Tomar banho de mar e pegar jacaré era normal. Cresci e fui estudar engenharia na França. Naquele então, as minhas preocupações se resumiam a encontrar um bom trabalho, tempo para praticar esporte e planejar a próxima viagem. Difícil, não é?

Eu tinha 26 anos, e, como para a maior parte dos jovens europeus, Brasil rimava com praia, festa e Carnaval.

Leia Mais... (5 min)


Mas o Brasil era também a terra da oportunidade, o “pais do futuro”. E é com a aspiração de alcançar o êxito profissional que resolvi abandonar um trabalho confortável de gerente em Paris para atravessar o Oceano Atlântico e enfrentar o desafio de empreender no Nordeste Brasileiro.

Um sábado de manhã, com a cabeça cheia dos “problemas” do trabalho, cheguei na praia de Aracaju-SE disposta a espairecer a mente e limpar a alma com um bom banho de mar. Ao descer do carro, vi o que me pareceu ser uma multidão de pessoas fardadas de azul e amarelo fazendo exercícios de alongamento. Mas o que mais chamou a minha atenção foi que alguns deles estavam em cadeiras de rodas. Cheguei mais perto. Muitas das crianças e adolescentes eram portadoras de alguma deficiência, física ou mental. Mas todas tinham uma coisa em comum, o sorriso não cabia no rosto! Elas estavam se preparando para entrar no mar e experimentar a sensação de surfar as ondas.

Um sentimento de surpresa me cativou. Eu não conseguia acreditar. Imediatamente depois, a culpa substituiu a surpresa. Como eu podia pensar assim? Porque eles não poderiam estar aí? Porque eu estava tão surpresa de ver essas pessoas “atípicas” na praia? Nunca antes eu tinha parado para pensar que poder tomar um banho de mar era um privilégio ao qual muitas pessoas não tinham acesso. Logo eu, que desde criança passei as minhas férias na praia. Naquela hora, os meus “problemas” do trabalho perderam todo o sentido.

A curiosidade me levou a querer saber mais. Conheci o Byron Silva, idealizador do projeto Estrelas do Mar. O projeto, que funciona numa base exclusivamente de voluntariado é único no mundo. Ele acolhe hoje 100 crianças e adolescentes “especiais” com o intuito democratizar o acesso à praia através de atividades lúdicas como a capoeira e o bodyboard, trabalhando ao mesmo tempo a psicomotricidade dos participantes. Mas, por falta de recursos, as vagas são limitadas.

A descoberta do projeto foi um eletrochoque na minha vida. A minha definição de “problemas” mudou, mas a definição de “sucesso” mudou também. Mudou ao ponto que conseguir um novo contrato ou ser admirada pelo meu estatus de “empresaria” em uma empresa internacional não me fazia sentir tão realizada quanto ver os sorrisos se desenharem no rosto daqueles que não tem a mesma sorte que eu, que a maioria de nós.

Senti que, para salvar o projeto, precisava fazer mais do que ajudar uma única vez na semana. Senti que precisava homenagear a coragem dessas pessoas “especiais” que lutam diariamente contra a falta de estrutura e suporte para elas. E é deste sentimento de admiração que nasceu o projeto KITE 1000, a aventura mais desafiadora da minha vida. Eu, minha prancha e minha pipa, só nós três na imensidade do oceano.

Em homenagem ao Projeto Estrelas do Mar e com o objetivo de arrecadar fundos em prol da iniciativa, tentarei ser a primeira mulher em percorrer pelo mar, sozinha, os 1000km que separam Natal-RN de Atins-MA, com a única ajuda de uma pipa e uma prancha, praticando kitesurf. Eu já atravessei os Andes de bicicleta, atravessei a Chapada Diamantina correndo sozinha, saltei mais de 200 vezes de paraquedas e escalei montanhas de mais de 6000m, mas eu nunca, nunca, tive tanto respeito por uma aventura quanto agora. Respeito pelo que significa passar mais de 20 dias percorrendo as aguas sozinha pela primeira vez; e respeito pela responsabilidade de representar o Projeto Estrelas do Mar e o seu espirito de superação.

Eu nunca ia imaginar quanto a minha vida iria mudar nestes quatro anos desde que cheguei neste nosso Brasil. Sim, o nosso Brasil.
O nosso Brasil é muito mais do que um belo cartão postal, futebol, garotas e curtição.
O nosso Brasil é muito mais do que o pais do jeitinho brasileiro, da Lava Jato e dos escândalos políticos.

Hoje, o nosso Brasil é para mim, uma multidão de sorrisos que me acolheram de braços abertos, sorrisos que me fizeram sentir em casa longe de casa, sorrisos que transformaram a minha vida, sorrisos que brilham apesar da carência. Porque esse nosso Brasil também é um pais carente. Carente, especialmente, de suporte adequado para pessoas portadoras de deficiência. Mas, felizmente, o nosso Brasil tem uma riqueza muito maior. E esta riqueza são todas as pessoas que querem ajudar. E eu nunca vi tantas pessoas desejosas de ajudar quanto aqui.

Parabéns Brasil. Obrigada Brasil. Obrigada por eles.
Se você também quer ajudar a tornar as suas vidas um pouco mais divertidas, salvar o projeto em Aracaju e permitir a sua expansão em outras cidades, apoie o projeto e ajude-nos a lutar por um mundo mais accessível.
100% das doações arrecadadas vão diretamente para o Projeto Estrelas do Mar. E lembre, nenhuma contribuição é pequena demais. Contribua com o que você puder!

Ajude-nos a manter o sorriso no rosto das nossas estrelas e a criar mais!

#kite1000

Why am I going to face the biggest challenge of my life ?

I never lacked anything in my life. I was born in Barcelona, an incredible city where every visitor wishes to stay. I spent most holidays playing around at the beach with my family, just like most people I knew. Swimming in the sea and bodysurfing the small waves was our favorite hobby and how we spent most of our time. To us, there was nothing extraordinary in this. I grew up and went to France to study Engineering. Back then, most of my “worries” could be accurately summarized in nailing a good job, finding time to exercise and plan my next trip. Tough, right?

I was 26, and like for most of young Europeans, Brazil rhymed with beaches, party and Carnaval.

Read More... (5 min read)


But Brazil was also the land of opportunity, the “land of the future”. Aspiring to achieve professional success, I decided to leave a comfortable job as a manager in Paris to cross the Atlantic Ocean and face the challenge to start a company in the Northeast of Brazil, a region often looked back upon by the more developed south.

On a Saturday morning, with all my work-related “problems” bumping in my head, I arrived at the beach in Aracaju-SE, ready to free my soul with a refreshing swim in the sea. When I got out of the car, I saw what seemed to be a crowd dressed in blue and yellow shirts, doing stretching exercises. But what struck me the most was that some of them were on wheelchairs. I got closer. Most of the kids and young participants carried some sort of disability, mental, physical or both. But they all had something in common, their smile barely fit in their faces ! They were getting ready to go into the sea and experience the unique feeling of surfing the waves.

I was filled by a feeling of surprise. I could not believe my eyes. Immediately, guilt replaced the initial surprise. How could I think this way? Why couldn’t they be there? Why was I so impressed to see such “special” people at the beach? Never before had I stopped to think that the simple act of swimming in the sea was a privilege that was inaccessible to many. Me, who had spent my holidays at the beach since I was a child. At that moment, my work-related “problems” made no sense anymore.

Curiosity brought me into finding out more. I met Byron Silva, the Estrelas do Mar project founder. The project works on a volunteer-exclusive basis and is unique in its kind. Today, it welcomes weekly 100 people with disabilities aiming at democratizing access to the sea through fun activities such as capoeira and bodyboarding, while working on the participants’ psychomotricity and family support. However, due to lack of resources, the future of the project is at stake and spots are limited.

The discovery of the project came to my life as a shock. My own definition of “problems” changed, but the definition of “success” also changed. It changed to the extent that signing a new contract or being looked up at due to my job-title did not make me feel as complete as seeing the smiles being drawn on the faces of those who do not have the same luck as I do, as most of us do.

I felt that I needed to do more than helping on a weekly basis in order to ensure its continuity. I felt that I needed to tribute the courage of such “special” people who fight daily to overcome the challenges caused by the lack of structure and support for them. From this feeling of admiration that the project KITE1000 was born, the most challenging and meaningful adventure of my life. Me, my board and my kite, just the three of us in the immensity of the ocean.

In tribute to Estrelas do Mar, and aiming at raising funds towards this initiative, I will try to become the first woman to kitesurf, alone, the 1000km that separate Natal-RN and Atins-MA in the northeastern coast of Brazil, with the only help of a kite, a board and a great dose of courage. I have already crossed the Andes by bike, crossed Chapada Diamantina National Park running by myself, jumped over 200 times out of an airplane and climbed 6000m+ peaks, but never, never had I felt such respect for an adventure as now. Respect for what being 20+ days in the ocean on my own for the first time; and respect for the responsibility that representing Estrelas do Mar and its spirit of resilience embodies.

Little did I know of how much my life would change in the past four years since I set foot in our Brazil. Yes, our Brazil.
Our Brazil is much more than just a beautiful postcard, football, girls and never-ending parties.
Our Brazil is much more than the country of the jeitinho brasileiro, corruption and the political scandals.

Today, our Brazil is, to me, a ton of smiles that welcomed me with their arms wide open, smiles that made me feel at home away from home, smiles that changed my life, smiles that shine in spite of the neediness. Because our Brazil is also a deeply needy country. Needy, especially, of the necessary support for people with disabilities.
However, luckily, our Brazil has a treasure much more valuable than the abovementioned scarcity. This treasure lays its ability to captivate. Captivate every single person, from Brazil and around the world, who wants to make a change.

Congratulations Brazil. Thank you Brazil. Thank you for them.
If you also want to contribute to making their lives a little more fun, save the project in Aracaju and expand to other cities, support #kite1000 and spread the word for a more accessible world. 100% of the funds raised go straight to Estrelas do Mar project. Remember, no donation is too little !

Help us keep the smiles on our stars’ faces and creating many more !

O Projeto / The Project

Person

Nika

Quem sou?
Who am I?

Espanhola de nascimento e brasileira de coração. Engenheira, empreendedora e apaixonada por aventuras. Através da iniciativa Nika Adventures, desejo inspirar VOCÊ a se desafiar e superar os seus medos, em todos os aspectos da vida. Qual é o seu próximo desafio?

Born in Barcelona…but Brazil caught my heart. 10% Engineer, 10% entrepreneur and 80% adventure-addict. Through Nika Adventures initiative, I wish to inspire YOU to challenge yourself and overcome your fears, in every aspect of life. What is your next challenge?

Person

Kite 1000

Ajudenos a mudar!
Help us make a change!

#kite1000 é promomovido de forma 100% voluntaria por Nika Adventures. Tentar ser a primeira mulher em percorrer os 1000km entre Natal-RN e Atins-MA em kitesurf, sozinha é um grande desafio pessoal com uma enorme responsabilidade. O KITE 1000 tem como objetivo arrecadar fundos em prol da iniciativa Estrelas do Mar para garantir a sua continuidade e apliação para outras cidades e inspirar pessoas ao redor do mundo para gerar sorrisos !

#kite1000 is promoted by Nika Adventures. Attempting to be the first woman to kitesurf the 1000km between Natal-RN and Atins-MA in the Northeastern coast of Brazil is a great personal challenge that carries an enormous responsibility. Kite1000 is a 100%-volunteer initiative that aims at raising funds for Estrelas do Mar project to ensure its survival, start its expansion and inspire people around the world to help us create smiles!

Person

Estrelas do Mar

Conheça o Projeto
Know the Project

Desde 2011, o Projeto Estrelas do Mar luta por democratizar o acesso à praia de pessoas com deficiência e vem realizando o sonho de muitas pessoas. Hoje, ele precisa da nossa ajuda !
Estrelas do Mar funciona exclusivamente na base do voluntariado, sem nenhuma fonte de renda fixa, o que coloca a continuidade do projeto em risco .

Since 2011, Estrelas do Mar Project is based in Aracaju and is unique in its kind. It fights to democratize access to the beach for people with disabilities, hence turning dreams into reality. Today, they need our help!
Estrelas do mar works on 100% volunteer basis. With no fixed income, the organization, is facing a critical situation that puts its future at stake.

Conheça os nossos heróis! / Meet our heroes!

"Entrar no mar era o meu sonho. Me mudei 800km, da Bahia para Aracaju, para poder participar do Estrelas do Mar e realizar meu sonho toda semana. Obrigado Estrelas!"


"Entering the sea was my dream. I moved over 800km, from Bahia to Aracaju, to take part in Estrelas do Mar project and make my dream come true every single week. Saturdays are the highlights of my weeks. Thank you Estrelas!""

Rafael, 28 anos Paralisia cerebral / Cerebral palsy

"Eu tinha tanto medo de agua que não queria nem tomar banho de chuveiro. Agora, graças ao Projeto Estrelas do mar estou até enfrentando as ondas. Não imagino mais a minha vida sem o Estrelas."


"I was so scared of water that showering was the worst part of my days. Today, thanks to Estrelas do Mar I am even surfing waves and can’t wait for the next Saturday to arrive! I cannot imagine my life without Estrelas anymore."

Cris, 29 anos Microcefalia

“Eu amo vir para cá. Todo sábado, percorremos 120km de ônibus para ver Gabriel sorrir ao entrar na agua. O projeto mudou a nossa vida”


“I love coming here. Every Saturday morning, we travel 120km by bus to see Gabriel smile when he enters the sea. The project changed our life.”

Mãe do Gabriel, 7 anosParalisia cerebral / Cerebral palsy

Doações / Donate

1 em cada 5 brasileiros é portador de alguma deficiência.

1 em cada 5 brasileiros não pode aproveitar a praia como você.

R$ 300 garantem o sorriso de uma criança com deficiência durante 01 ano!

1 out of 5 people carry some sort of disability.
1 out of 5 people cannot enjoy the beach as much as you.
US$100 ensure a kid with disabilities’ smile during a whole year.
R$30,00
(USD ~10,00)

  • Garante o sorriso de uma criança durante um mês !
  • :D
  • Ensure a kids' smile during 1 month !
Doar / Donate
R$60,00
(USD ~20,00)

  • Garante o sorriso de uma criança durante 3 meses!
  • :D
  • You will create a smile on a disabled person’s face during three months
Doar / Donate
R$600,00
(USD ~200,00)

  • Garanta a compra de um bodyboard adaptado ou patrocine duas crianças com deficiência. Inclui uma camiseta #kite1000
  • :D
  • You will provide a new adapted bodyboard or put a smile on two kids faces during one year. Includes a #kite1000 t-shirt.
Doar / Donate

Outros Valores / Other Amount


  • Não tem doação pequena demais, contribua com o que você puder para gerar sorrisos!
  • :D
  • No donation is too little. Contribute with what you can to create smiles !
Doar en R$ Donate in USD

Garanta já a sua super camiseta #kite1000 com toda doação acima de R$300.

Ensure your classy #kite1000 t-shirt with any donation above US$100 !
100%

A iniciativa #KITE1000 é totalmente voluntaria. 100% da sua doação será investido no Projeto Estrelas do Mar.

#KITE1000 initiative is 100% volunteer-based. 100% of your donation will be invested in creating smiles at Projeto Estrelas do Mar
#kite1000

Veleje Comigo / Kite with me

Casa queria compartilhar um trecho do desafio ou simplesmente encontrar em algum ponto de parada, mande uma mensagem, acharemos uma solução!


If you want to kite with me at some point of the challenge, or simply meet-up somewhere along the way, drop me a line, we'll figure something out!